segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Epic: Tetris tocado numa Harpa Laser

Não preciso dizer mais nada.

sábado, 28 de dezembro de 2013

WTF Japão: Orquestra de Theremins

Os japoneses mais uma vez inovando e nos fazendo dizer: WTF JAPÃO? Depois do vídeo do tocador de 'flauta', temos uma Orquestra de Theremins tocando Beethoven.


sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Cervejas do Instagram #3

Mais um post da série Cervejas do Instagram.

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Liga Polonesa de Duelo de Cavaleiros

O nome já diz tudo: épico.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Jogos antigos: Cosmo's Cosmic Adventures

Esse é um jogo que joguei bastante quando era novo. Naquela época, era um dos que eu mais gostava. OK, não que tivessem muitas opções, mas mesmo assim...



Cosmo’s Cosmic Adventures é um jogo de plataforma publicado pela Apogee Software em 1992. É sobre as aventuras de um ‘garoto’ alien chamado Cosmo. No seu aniversário, seus pais quiseram mandá-lo para a Disney. Infelizmente, um cometa atingiu a nave deles, forçando-os a aterrissar em um planeta desconhecido para repará-la. Enquanto isso, Cosmo saiu para explorar o planeta e quando voltou, seus pais estavam desaparecidos. Agora, ele deve encontrá-los.

O jogo foi lançado para PC MS-DOS. Mesmo suportando placas de som AdLib para a trilha sonora, criada por Bobby Prince, os efeitos de som era gerados pelas caixas do PC.

domingo, 22 de dezembro de 2013

Kevin: A tartaruga sem senso de profundidade

Essa tartaruga não tem realmente NENHUM senso de profundidade. Tomate 1 x 0 Kevin.

Além da falta de noção de tamanho das coisas, claro



Fonte: Kelvin's Tumblr

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Cosplay: Versão vitoriana da Harley Quinn

Ótima versão da Harley Quinn, diretamente da era vitoriana.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Cervejas do Instagram #2

Mais algumas cervejas que aparecem no Instagram.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Clipes que você (não) deve ver antes de morrer: Aphex Twin - Widow Licker

The Twilight Zone - Além da Imaginação

“Há uma quinta dimensão além daquelas conhecidas pelo Homem. É uma dimensão tão vasta quanto o espaço e tão desprovida de tempo quanto o infinito. É o espaço intermediário entre a luz e a sombra, entre a ciência e a superstição; e se encontra entre o abismo dos temores do Homem e o cume dos seus conhecimentos. É a dimensão da fantasia. Uma região Além da Imaginação.”

É assim que começam os episódios do seriado The Twilight Zone, que no Brasil ficou conhecido como Além da Imaginação. A série originalmente foi produzida de 1959 a 1964, contando com 5 temporadas, e a cada episódio contava uma história que envolvia ficção científica, mistério e fantasia. Ela teve 156 episódios, sendo 92 produzidos por Rod Serling, seu criador e principal roteirista. Pode-se dizer que os precursores deste seriado foram os programas de rádio mais antigos, como The Weird Circle e X Minus One.


Renovação - Segunda Série

A segunda série foi produzida de 1985 a 1989. Foi a decisão de Serling em vender sua parte da série de volta para a rede que, eventualmente, permitiu uma nova série Além da Imaginação. Como uma produção interna, a CBS ganhava mais produzindo Além da Imaginação do que ganharia com a compra de uma nova série produzida por uma empresa externa. Mesmo assim, a rede demorou a considerar a refilmagem, recusando ofertas da equipe de produção original de Rod Serling e Buck Houghton e, posteriormente, do cineasta Francis Ford Coppola. Apesar da resposta morna para Twilight Zone: The Movie, uma homenagem de John Landis, Steven Spielberg, Joe Dante, e George Miller para a série original, a CBS deu à nova Twilight Zone o “cartão-verde” em 1984, sob a supervisão de Carla Singer, então vice-presidente de Drama Development. Enquanto o show não chegou nem perto de obter a popularidade duradoura do original, alguns episódios – incluindo a história de amor “Her Pilgrim Soul” e “Dream Me a Life”, de J. Michael Straczynski – foram aclamados pela crítica. Em uma homenagem à série original, o “teaser” no começo do show tem um vislumbre ondulado breve de Rod Serling.

Filme e Terceira Série

O filme Twilight Zone: The Movie foi realizado em 1983, com produção de Steven Spielberg, estrelando Dan Aykroyd, Albert Brooks, Vic Morrow, John Lithgow e Scatman Crothers. O filme se utiliza de três episódios clássicos da série original, e inclui uma nova história. John Landis dirige o prólogo e o 1º segmento, Steven Spielberg dirige o 2º, Joe Dante o 3º, e George Miller dirige o segmento final. O episódio dirigido por Landis se tornou notório porque ocorreu um acidente de helicóptero durante a filmagem, com a morte do ator Vic Morrow e dois atores infantis.

A primeira temporada original está disponível no Brasil.Dê uma olhada aqui
image
Capa da Edição Definitiva

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

As 100 coisas que farei quando me tornar um Senhor do Mal

Essa é uma lista antiga, que rolava na internet bem nos primórdios. Foi traduzida pelo @Cardoso, do Contraditorium. A lista original pode ser encontrada Aqui e Aqui. Foram feitas também expansões da mesma. Qualquer hora posto aqui também. Vamos a lista:

  1. Minhas Legiões do Terror terão capacetes com visores de acrílico, e não placas tampando o campo de visão.
  2. Meus dutos de ventilação serão pequenos demais para alguém rastejar por eles.
  3. Meu nobre meio irmão, do qual usurpei o trono, será morto, não mantido anônimo em uma cela esquecida em minha masmorra.
  4. Fuzilamento não é bom demais para meus inimigos.
  5. O Artefato que é a fonte de meu poder não será mantido na Montanha do Desespero, além do Rio de Fogo guardado pelos Dragões da Eternidade. Será mantido em uma caixa forte convencional. Isso também se aplica ao objeto que é minha única fraqueza.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Cosplay: Sininho/Tinkerbell

Para animar a segunda, Mimi Reaves como Sininho/Tinkerbell.

Quadrinhos e Cerveja #5: Antes de Watchmen (Dr. Manhattan) e Amnésia

Mais um Quadrinhos e Cerveja. Dessa vez a dupla foi: Antes de Watchmen - Dr. Manhattan e Amnésia. O quadrinho é o 4º volume da série Antes de Watchmen que está sendo publicado pela Panini. Já a cerveja é uma Imperial/Double IPA feita pela Mistura Clássica.

Tudo pronto para começar

domingo, 15 de dezembro de 2013

Cena de Blues Brothers feita em Lego

sábado, 14 de dezembro de 2013

14 FanArts de O Hobbit

Pra entrar no clima de O Hobbit: A desolação de Smaug, nada melhor do que algumas imagens para te deixar no clima.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Feliz sexta-feira 13


Fonte: Elias Chatzoudis DeviantArt

Cervejas do Instagram #1

Para deixar todo mundo com sede, algumas cervejas que encontrei no Instagram.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Cosplay - Warrior Wonder Woman

A cosplayer Meagan Marie fez um cosplay que nos dá um ótimo exemplo de uniforme que não precisa mostrar os peitos para ficar fantástico. Curta abaixo a seção de fotos dela como Warrior Wonder Woman


Filme B do dia: Two-headed shark attack

Os filmes de tubarão nunca param de me surpreender. Depois de Sharknado e Avalanche Sharks, chegou a hora de curtirmos (ou não) o Two-Headed Shark Attack. Provavelmente é tão ruim como parece, até por que dessa vez o tubarão praticamente nem aparece no trailer. Ele foi lançado no Brasil como O ataque do Tubarão Mutante.



quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Esqueceram de mim versão pug

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Bytes de Memória - Gus Morais (29/07/2013)


'Bytes de Memória', Gus Morais - 29/07/2013

Em clima de natal: Capitão Picard cantando Let it Snow

Para começar a entrar no clima de natal, nada como uma boa montagem. Fiquem com a versão Star Trek desse clássico natalino.


segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

A Síndrome de Pokémon

Tem uma coisa que eu chamo de Síndrome do Pokémon. É basicamente o seguinte: Gotta catch’em all, ou seja, tem que pegar todos. Sabe quando você não le quadrinhos da Marvel, por que homem aranha, x-men, começaram a ser publicados milênios (ok, nem tanto) atrás? Quando você percebe que é impossível saber tudo o que aconteceu com o personagem, por que a quantidade de histórias envolvidas é absurda, e para piorar, existem dezenas de universos paralelos, você acaba desistindo.



Claro, 150 não bastava, agora passam de 650
E é claro que isso não seria o bastante. Quando você vai procurar algo para ler ou assistir, vai ficando com vontade de acompanhar tudo. Você simplesmente é assim: quer mais e mais conteúdo. Quer conhecer todos os livros, séries e filmes dos estilos que te agradam. Pior: você conhece o tvtropes, e agora além de ter inúmeras indicações do que acompanhar, você tem as páginas das tropes que você quer ler. Pois é, complicado, não?
Isso também se aplica para artigos da wikipedia (quem consegue abrir um artigo, e não abrir nenhum dos links em aba nova?), músicas, clipes, vídeos de cosplay, enfim… TUDO

Seu navegador fica mais ou menos assim
Voltando ao início do post, não bastasse os quadrinhos que já são publicados a bastante tempo, também virou moda publicar trilogias. Claro que faz sentido para as editoras afinal, se o primeiro livro fizer sucesso, eles já tem uma boa base de leitores. Mas você está ferrado! Você fica com uma vontade tremenda de ler, mas já tem em mente que vão ser 3 livros, e que durante a leitura do primeiro, você já irá ter se interessado por mais meia dúzia de livros.

É… complicada essa vida.

50 anos de X-Men: Ilustração de todas as gerações

Para celebrar o aniversário de 50 anos dos X-Men, o ilustrador e designer gráfico britânico Leigh Wortley criou uma ilustração com todas as gerações dos X-Men, mostrando os maiores personagens da história da franquia. Você consegue identificar todos? Qual o seu favorito?



Fonte: WhatAnArt

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Clipes que você (não) deve ver antes de morrer: Primus - Tragedy's A' Comin

Ok, esse clipe não chega a ser nojento ou medonho, mas é estranho o suficiente para você ficar um tempo paralisado se perguntando: WHAT THE FUCK?


Bem, é isso mesmo que você está vendo: um clipe com um cara vestido de lagosta, um restaurante servindo lagosta, e um astronauta (???).

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Origem da Música: Elvis Presley - One Night

Elvis Presley sem dúvida emplacou muitos sucessos. Embora as músicas em geral não fossem dele, mas bastava ele cantar que a música virada um hit. E não foi diferente de One Night, que foi gravada originalmente por Smiley Lewis em fevereiro de 1956, só sendo gravada por Elvis dois anos mais tarde, em fevereiro de 1958. Confira abaixo:



terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Propaganda genial de brinquedos para meninas

A marca GoldieBlox, que fabrica 'brinquedos para futuras inventoras', fez uma ótima propaganda de seus brinquedos, mostrando que garotas podem sim gostar de inventar coisas, e que nem só de bonecas e brinquedos cor-de-rosa vive uma garota. Uma ótima demonstração de Máquina de Rude Goldberg.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Doctor Who 50 anos: The Day of the Doctor

Este sábado tivemos o especial do Doctor Who: The Day of the Doctor. Fui para Curitiba assistir no Cinemark do shopping Barigui. Devo dizer uma coisa: Foi ótimo! Tanto o filme, como a viagem, e a experiência de ver um especial do Doctor em tela grande e 3D. Infelizmente foi curto, apenas 76 minutos, mas valeu. Para aqueles que não conhecem Doctor Who, um pequeno resumo:

Primeira abertura de Doctor Who

O seriado começou a ser exibido a 50 anos atrás (por isso o especial de 50 anos, claro), e tinha uma verba extremamente limitada. Se compararmos Star Trek (que tinha uma grande restrição orçamentária) com Doctor, poderíamos dizer que Star Trek estava esbanjando dinheiro. Mesmo assim, deu certo. Com episódios de 20 minutos de duração, e histórias que variavam na quantidade de episódios, a cada nova aventura o Doctor nos levava para um diferente local do tempo e do espaço. E é basicamente sobre isso de que se trata a série: um homem pertencente a raça dos Senhores do Tempo, que viaja pelo tempo e pelo espaço, conhecendo, travando batalhas e encantando todo mundo. A marca registrada da série é a TARDIS, sigla para Time and Relative Dimension(s) In Space. Ela serve como nave espacial, e antes que você se pergunte como deve ser viajar pelo espaço dentro de uma pequena caixa de telefone público, é válido mencionar: It's bigger on the inside (É maior por dentro).

A TARDIS por dentro

Aliás, neste momento você pode estar se perguntando: Por que uma cabine de polícia? Bem, a Tardis deveria se adaptar sempre ao ambiente onde está, mas logo no primeiro episódio, quando o Doctor, sua sobrinha (###) e dois professores da mesma vão para a época das cavernas, ela fica travada no estado anterior: a cabine de telefone da polícia. Claro, isso na verdade foi feito por que não se tinha dinheiro para criar algum objeto novo a cada história. Sem querer, criaram o símbolo da maior série televisiva que já tivemos: A cabine azul do Doctor Who. Outro ponto chave da série foi também criado para resolver um problema: as regenerações. Basicamente, quando um Senhor do Tempo é mortalmente ferido, ele se regenera, o que o torna de certa forma, imortal. (Ele pode ser morto se form ferido novamente antes de se regenerar). Mas isso apresenta um problema já que atores envelhecem, e mesmo a melhor equipe de maquiagem não iria manter o William Hartnell igual (e vivo) até hoje. Como resolver? Simples, a cada regeneração o Doctor troca de corpo. Uma nova pessoa, com as mesmas lembranças e uma personalidade bem aproximada à sua encarnação anterior. Com isso, é possível trocar de ator, e ainda dar ao mesmo a possibilidade de dar a sua própria interpretação ao personagem, desde que mantidas algumas linhas gerais.

Doctors até agora

Durante todos esses anos, é claro que a série já teve seus altos e baixos, mas o que importa é que ela se renova e alcança novos fãs. A grande prova disso é ter comemorado o aniversário de 50 anos (recorde no Guinnes Book) com um simulcast (transmissão simultânea) de um episódio especial em 3D nos cinemas do mundo todo. E claro: a transmissão bateu o recorde de maior simulcast já feito. *palmas* E é este o ponto principal deste post:

Doctor Who 50 anos: The Day of the Doctor

Fui com a minha namorada e mais alguns amigos para Curitiba, ver o especial no Park Shopping Barigüi. Eu fui com blazer e gravata borboleta, pois bow ties are cool. Como bônus, isso serviu pra me chamarem de 'Doctor' quando cheguei no shopping, hahaa. Como chegamos cedo, aproveitamos para tomar um café e passear no shopping. Fomos no fliperama, onde tinha várias daquelas máquinas que dá tickets e depois você troca por brindes. Não jogamos nenhuma, mas foi legal ficar passeando por lá. Uma passadinha na FNAC também, pois como todo bom nerd, a gente gosta de livros e comics. Voltando ao cinema, tinham muitos Doctors, Amelia Ponds, e pessoas com camisetas e acessórios do Doctor Who. Foi muito legal ver o pessoal empolgado com o especial, e ver que tem bastante fãs aqui pelo sul do Brasil. Já dentro da sala, teve agradecimento ao pessoal que deu uma força, pressionando o Cinemark a levar o especial para outras cidades além de Rio e São Paulo.

Agradecimentos

Então começa o especial que conta quando o 10º e 11º doutores se encontram com uma encarnação sua que nunca ousam mencionar ou sequer lembrar: o doutor que veio entre o 8º e o 9º, que foi quem (a princípio) destruiu seu planeta natal, Gallifrey, junto com todos os Senhores do Tempo, juntamente com os Daleks, seus inimigos. Eles se encontram no momento em que, na sua linha do tempo, a encarnação esquecida estava a ponto de realizar o passo decisivo para acabar com a Guerra do Tempo, destruindo a todos. O especial se passa em 3 tempos diferentes: os dias atuais com o 11º doutor e clara, o século 16 com o 10º doutor e a rainha Elizabeth I, e o último dia da Guerra do Tempo em Gallifrey com o doutor 8.5/War Doctor (agora bagunçou toda a contagem).

Minhas opiniões quanto ao especial:

Gostei
  1. Três doutores juntos;
    1. Mostra o 4º em uma participação no final. Foi muito bom;
    2. Mostra um relance do Capaldi como 12º (ou 13º) - Claro que todos gritaram um monte;
  2. Mostra finalmente algo da Guerra do Tempo, e principalmente, o dia em que o doutor terminou com ela;
  3. Explica a relação do doutor com a rainha Elizabeth I;
  4. 3D, cinema, tela grande, exibição simultânea no mundo todo, um monte de viciados em Doctor Who no mesmo cinema;
  5. Introdução com os Sontarans explicando a boa etiqueta nos cinemas;
  6. Introdução com a abertura original da primeira temporada.
Não gostei (ou podia ser um pouco melhor)
  1. Não teve o 9º. Não que fez falta, mas saber que não teve por que o Eccleston não quis filmar, me deixou curioso pra saber qual seria o papel do 9º no especial;
  2. Podiam ter mostrado o 8º, além daquele mini-episódio que disponibilizaram online na semana anterior ao especial;
  3. Achei que o doutor 8.5 (War Doctor) iria ser um pouco mais 'durão' ou bad-ass. Até por que no mini-episódio em que mostra o 8º pronto para se regenerar, ele diz que precisava ser um guerreiro na próxima.
    1. Apesar disso, devo dizer que gostei bastante dele. Só esperava algo diferente.
Agora resta ver como será o Capaldi como próximo Doctor, e quem será a companion dele. Tem gente querendo a garota do cachecol. Eu acho que um Sontaran ia ser massa (brinks). Agora, algo que o pessoal está pedindo, e eu concordo plenamente é: deveria ter um

A garota do cachecol
E que venha o 12º Doctor

 
Tom Baker, o 4º Doctor

O melhor cast de todos

Três Doctors
E que venha a nova temporada e novo Doctor

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Capas animadas de comics

Depois da galeria de capas animadas de Harry Potter, agora temos algumas animações de capas de quadrinhos.


terça-feira, 26 de novembro de 2013

Clipes que você (não) deve ver antes de morrer: Samwell - What What (in the butt)

O nome já deve indicar que você NÃO deve dar o play no vídeo. Se ainda assim você quiser matar a curiosidade: boa sorte.

Quadrinhos e Cerveja #4: Bo Plushy Gangsta e Voll-Damm

Desta vez, o Quadrinhos e Cerveja foi mais curto: apenas um comic e uma cerveja. O comic escolhido foi a primeira edição de Bo Plushy Gangsta, e a cerveja foi a espanhola Voll-Damm.

Tudo preparado

A Cerveja


Gostei bastante dessa cerveja, muito saborosa. É do tipo Oktoberfest/Marzen e possui 7,2% de álcool. Leia abaixo o que diz o site Brejas sobre ela:
Uma cerveja inconfundível por seu intenso sabor, corpo e coloração dourada escura. De estilo Märzenbier, inicialmente era fabricada apenas no mês de março com maior quantidade de malte - nem muito nem pouco, exatamente o dobro de malte - para suportar as altas temperaturas do verão. Sua qualidade é reconhecida mundialmente. Foi premiada em 2004 com a medalha de ouro na International Beer Competition e eleita a melhor Strong Lager do mundo pela revista Beers of the World em 2007.


O Quadrinho


Bo Plushy Gangsta #1

O quadrinho conta a história de Bo, um líder de gangue violento como Scarface e fofinho peludo como qualquer ursinho de pelúcia. Na primeira edição o personagem é apresentado, através da narração feita por uma de suas... garotas. Falam sobre a sua violência, e como por vingança, membros de gangue recorreram ao voodoo para transformá-lo em um simpático ursinho, e então matá-lo (e tacar fogo depois, por que não?). Claro que não dá muito certo, e ele volta, agora mais violento ainda e querendo vingança.






Os diálogos são cheios de gírias de gueto americano, o que pode dificultar a leitura para quem não manja de inglês. Nesta edição, como ele é apenas apresentado através de uma conversa/narração, não dá para saber muito de como será a ação com ele, mas já é possível perceber que será sim um comic bem diferente. A violência não é exagerada, até por que o traço é leve, e não deixa a história com um ar carregado. Lembra o Ted: mesmo falando palavrão, fica bonitinho/engraçado.




A versão digital foi feita com o recurso 'Guided View Native', que permite que o mesmo quadrinho seja alterado, dando uma ideia de 'ação'. Isso deixa a leitura bem interessante.